23 de Março, 2021

76% das cidades brasileiras são lideradas por provedores regionais

76% das cidades brasileiras são lideradas por provedores regionais

Os provedores regionais, impulsionados pelo crescimento dos últimos anos, atingiram a liderança de participação no mercado de banda larga fixa em 76% dos municípios brasileiros.

Ao fim de 2020, esses pequenos provedores lideravam o segmento em 4.239 cidades brasileiras ante a um total de 2.523, em 2017.

Segundo pesquisa organizada pela Teleco, a HughesNet, que oferece o serviço de banda larga fixa via satélite, atualmente é o ISP regional que lidera no maior número de municípios, alcançando a primeira posição em 277 localidades.

Em seguida, aparece a Brisanet, com liderança em 79 municípios, e, em terceiro lugar, a Algar Telecom, líder em 70 cidades.

A Vero, que lidera em 48 cidades, é outro provedor regional de destaque, seguido pela Unifique, Americanet, Mhnet Telecom, Sumicity, Acon e Copel Telecom, todos liderando em mais de 30 cidades.

Entre as grandes operadoras, as que mais lideram em banda larga é a Oi, com 1059 municípios, enquanto a Vivo lidera em 171 cidades e a Claro em 101, todas perdendo market share nos últimos anos.

Também em termos de presença, a liderança é dos provedores regionais, como é sabido, por estarem espalhados em mais cidades. Ao fim do ano passado, os pequenos provedores estavam presentes em 3.500 municípios, enquanto os grandes provedores estavam em 400 cidades.

A maior presença dos grandes provedores é dividida entre Vivo, com 266 localidades, e Oi, em 134 cidades.

De acordo com a Teleco, o crescimento dos pequenos ISPS concentrou-se muito nas regiões antes dominadas pela Oi e Vivo.

O contra-ataque das grandes está vindo através de um foco maior nas redes de fibra, substituindo redes anteriores com menor qualidade, movimento que vem sendo turbinado pelo levantamento de R$2 bilhões via emissão de debêntures pela Oi.

Outro movimento de atenção para os pequenos provedores é a consolidação, uma vez que, cada vez maior, tem havido crescimento via compras, formando grupos, em um cenário já diferente do oceano azul de áreas não desbravadas que vigorava há alguns anos.

Fonte: Minha Operadora e Assessoria Prosper
Imagem: Freepik