15 de Julho, 2021

Após aprovação do Cade, Copel Telecom é vendida à Bordeaux, fundo dono da Sercomtel

Após aprovação do Cade, Copel Telecom é vendida à Bordeaux, fundo dono da Sercomtel

A Superintendência Geral (SG) do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a aquisição da operadora de banda larga paranaense Copel Telecom pelo fundo Bordeaux. A Copel Telecom oferece internet banda larga com tecnologia 100% fibra óptica e a transação foi finalizada no valor de R$ 2,39 bilhões.

O Bordeaux também controla a operadora Sercomtel, de Londrina, desde 2020, em negócio sacramentado pelo fundo junto a estatal Copel – que detinha 45% da empresa – e do governo do Paraná.

Segundo a SG do Cade, as empresas voltam a fazer parte do mesmo grupo econômico, assim como ocorreu até 2020.

Atingindo 15 municípios do estado do Paraná, a operação resultou na sobreposição horizontal no mercado de Supply Chain Management (SCM ou, em português, Gestão da Cadeia de Suprimentos). Entretanto, a soma de Market Share da Copel Telecom e da Sercomtel não ultrapassou os 20% em 14 cidades, exceto Tamarana, município com cerca de 15 mil habitantes.

Infraestrutura

Apesar da ser constatado sobreposição de infraestrutura de rede de telecomunicações nos 15 municípios paranaenses, para o Cade, a mitigação de riscos é suavizada em virtude da rivalidade existente na região. Por outro lado, o fato de serviços de SCM da Copel Telecom e de telefonia fixa (Via IP ou STFC tradicional) da Sercomtel se integrarem, não provoca maiores preocupações na concorrência do mercado. A soma dos serviços poderá operar em 198 municípios.

"Cabe destacar que, conforme dados fornecidos, as requerentes operam com considerável capacidade ociosa em seus backhauls, o que indica a ausência de incentivos para que o grupo comprador, após a operação, tente adotar condutas restritivas à concorrência" complementou o Cade. 

O tribunal do conselho antitruste tem até 15 dias para realizar a análise do pedido. Após o período, a decisão da superintendência pela aprovação terá caráter terminativo. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) já havia permitido anuência prévia à transação.

Tendo 34,2 mil quilômetros de infraestrutura de rede backbone, nos 399 municípios do Paraná, a Copel Telecom não envolveu suas torres e data centers na operação, que seguem sob comando da estatal de energia Copel.

Fonte: Teletime

Foto: Freepik