26 de Maio, 2021

Para se fortalecer na região sul, Unifique pretende levantar cerca de R$ 1 Bi com IPO

Para se fortalecer na região sul, Unifique pretende levantar cerca de R$ 1 Bi com IPO

Empresa pretende investir no mercado e se consolidar no segmento de fibra óptica em meio à concorrência das grandes operadoras

Com o intuito de aquecer o mercado no Sul, a Unifique, segundo maior provedor regional de fibra óptica do Brasil, pretende arrecadar em torno de 1 bilhão de reais em IPO. A medida visa financiar seus planos de expansão em virtude da notável concorrência com as grandes operadoras.

O faturamento da companhia teve crescimento médio de 65% ao ano, nos últimos três anos, se aproximando de R$ 300 milhões no período finalizado em março. A Unifique mantém suas atividades em 143 cidades, tendo mais de 350 mil clientes no Sul do Brasil.

O faturamento da companhia teve crescimento médio de 65% ao ano, nos últimos três anos, se aproximando de R$ 300 milhões no período finalizado em março. A Unifique mantém suas atividades em 143 cidades, tendo mais de 350 mil clientes no Sul do Brasil.

A perspectiva de lançamento da oferta é para o mês de junho, com precificação em julho. Com a participação do Itaú BBA, da XP (Líder) e do BTG Pactual, a oferta terá 100% captação primária, com possibilidade de incluir uma parcela secundária, conforme a procura.

Este é o primeiro IPO de um provedor regional, numa sequência que inclui a BrisaNet, que é o maior do setor e com foco no Nordeste, a EB Fibra e a compra da Sumicity pela gestora EB Capital.

Com esses movimentos, os provedores regionais estão buscando se capitalizar para fazer frente ao crescimento das grandes operadoras no seu mercado.

Segundo o CEO da Vivo, Christian Gebara, “o jogo mudou”, referindo-se à disputa com os provedores regionais. Gebara afirmou que a operadora está levando sua fibra óptica para cidades com menos de 100 mil habitantes, onde antes operava apenas com cabo de cobre e ADSL. Igualmente, a Oi planeja adentrar nesse nicho.

O CEO da Unifique, Fabiano Busnardo, rebate os argumentos das operadoras de que os provedores regionais não têm capilaridade, deixam a desejar na qualidade e praticam preços agressivos. Segundo ele, é justamento nos planos mais caros que a empresa é mais competitiva, além de investir na proximidade com o cliente e em um atendimento ágil.

Como a sua rede é de nova geração, a Unifique consegue passar a fibra nas cidades e conectar os clientes com um custo menor. As grandes têm que substituir seus fios de cobre, o que leva tempo, tem custo elevado e, na maioria dos casos, não representa aumento de receita. Para a Unifique, cada fibra passada é uma nova receita.

Um dado relevante para o setor é que, dos 32 milhões de clientes de banda larga no país, metade é atendida por fios de cobre. A maior eficiência de custos permite a Unifique tenha uma margem EBITDA histórica de 55% por cento, enquanto Vivo, Tim e Claro têm 40% de margem.

A Unifique tem margens altas e otimiza sua rede, ocupando a capacidade e gerando receita rápido, assim seu retorno sobre o capital investido é muito superior ao das grandes telecoms, chegando a 25,5%.

No estado de Santa Catarina, atualmente, a Unifique é o maior provedor em número de conexões, atrás da Claro/Net. No segmento de fibra ótica, ocupa a liderança, com 24,5% de share.

As aquisições são responsáveis por boa parte do crescimento da empresa, foram 16 nos dois últimos anos. Na mais recente, a empresa comprou NajaTelecom, o maior provedor da região serrana do Rio Grande do Sul, com 31 mil clientes em 16 cidades.

Os recursos do IPO buscam financiar os planos de expansão na região Sul, meclando a aquisição de pequenos provedores com a expansão orgânica do backbone.

Consolidação

Mais do que uma tendência, a consolidação é uma realidade no setor de provedores de internet, com uma crescente onda de fusões e aquisições, o avanço dos grandes players em mercados que antes estavam sendo atendidos somente pelos provedores regionais e o investimento estrangeiro no setor. O seu provedor precisa estar preparado para acompanhar esse movimento, intensificando os processos de profissionalização da gestão, de aceleração do crescimento e sofisticação das técnicas de maximização de lucro.

Adicionar ao seu atendimento muito mais próximo e solucionador as técnicas de gestão que lhe permitirão crescer 7x mais rápido é o segredo. Colocar milhões a mais no caixa para seguir crescendo também. Tudo isso você encontra na Otimização Tributária para Provedores de Internet da Prosper. Uma solução gerada a partir de décadas de experiência em multinacionais e quase 4 anos dedicados exclusivamente ao setor, tendo economizado mais de R$100 milhões nos últimos 12 meses para os clientes da Prosper.

Quer saber mais? Baixe nossa apresentação sobre Otimização Tributária para Provedores de Internet gratuitamente:

CLIQUE AQUI E ACESSE

Fonte: Prosper Capital, com Informações Brasil Journal

Imagem: Freepik.com