31 de Agosto, 2021

Startup de programação, Abstra, levanta aporte de R$ 3,6 Mi

Startup de programação, Abstra, levanta aporte de R$ 3,6 Mi

A Abstra, startup voltada para setor de programação, anunciou que recebeu um aporte de R$ 3,6 milhões. A rodada foi liderada pelo fundo de investimento Iporanga, com participação da Y Combinator.

A startup deseja popularizar serviços que usam de códigos de programação para pessoas que não dominam essa ferramenta. Por meio de sua plataforma, a Abstra permite que pessoas criem sites e aplicativos simples, de forma fácil e intuitiva, sem necessariamente ter o auxílio de um desenvolvedor.

A startup foi fundada em março de 2020 por Bruno Costa, ex-integrante da Descomplica, startup de educação para vestibulandos. Segundo o fundador, a solução da empresa permite que as pessoas elaborem um app, determinando seu desenho e fluxos, enquanto isso, a Abstra fica responsável por gerar a estrutura de códigos para que isso ocorra e o empresário tenha que se preocupar apenas em ser responsivo.

O segmento de no-code (sem código) no Brasil ainda está no início, sendo assim, os planos da Abstra é se tornar a grande líder no país. Em contrapartida, outros mercados já possuem movimento maior, como o americano, que já oferta esse tipo de solução, facilitando a vida de pessoas não especializadas em programação. Os principais alvos que a startup planeja atingir são as consultorias de tecnologia da informação, pessoas da área de produtos e designers.

A falta de desenvolvedores é um problema global e boa parte desse problema pode ser automatizada, porque o desenvolvedor não quer fazer essas coisas mais superficiais”, observa o sócio da Iporanga Renato Valente. Além disso, o empresário afirma que o timing da Abstra é essencial, uma vez que a pandemia acelerou a demanda por esse tipo de solução.

Segundo Bruno Costa, os obstáculos causados pela pandemia da covid19 trouxe, desde o início de 2020, a necessidade de uma solução “no-code” no país, cada vez maior. Além disso, o fundador da Abstra completou relatando que, com a digitalização das empresas, a demanda por esse tipo de serviço aumentou consideravelmente, o que foi positivo para a startup iniciar suas atividades.

Fonte: MSN

Imagem: Freepik