17 de Setembro, 2021

Startups da América Latina devem receber mais de US$3 bi de investimentos do SoftBank

Startups da América Latina devem receber mais de US$3 bi de investimentos do SoftBank

Após bons resultados com o primeiro aporte, atingindo 15 unicórnios, a corporação japonesa continua investindo na região.

As startups latino-americanas irão receber um novo aporte do SoftBank Group, conglomerado japonês de telecomunicações. Após a primeira operação, que ocorreu por meio do SoftBank Latin America Fund, a empresa anunciou um novo plano de investimento, originando uma segunda etapa do processo (SoftBank Latin America Fund II).

O primeiro investimento da empresa foi de US$ 5 bilhões. Agora, os valores chegam a US$ 3,5 Bilhões.

Após obter bons resultados na America Latina investindo em empresas do setor de tecnologia, a corporação vê com bons olhos uma nova investida na região.

O primeiro veículo da corporação, o SoftBank Latin America Fund, investiu em 15 dos 25 unicórnios latino-americanos, dentre eles, o Gympass, Quinto Andar, Rappi, Madeira Madeira e Mercado Bitcoin.

Além disso, a taxa interna de retorno apresentada no primeiro fundo foi de 85% em dólares, o que deixou explícito o rápido crescimento na América Latina, conforme declamou o SoftBank. Segundo o comunicado do conglomerado, o valor investindo em empresas é de US$ 3,5 bilhões, tendo até 30 de junho de 2021, a parcela no “valor justo” de US$ 6,9 bilhões.

O segundo aporte terá o valor de 3 bilhões em investimentos, com a América Latina recebendo o total de US$ 8 bilhões. Nesse sentido, a empresa também divulgou em seu comunicado que está estudando a chance de levantar capital adicional para o SoftBank Latin America Fund II.

O veículo pretende atingir uma ampla gama de alvos.

O SoftBank afirmou que irá investir em companhias experts em tecnologia, abrangendo todos países e setores, bem como em todos os estágios de desenvolvimento. Assim, o conglomerado pretende aplicar o fundo em startups desde a fase inicial, até se tornarem públicas.

“Vamos identificar investimentos em potencial que utilizam tecnologias emergentes e IA para definir e remodelar novos setores, com foco em comércio eletrônico, serviços financeiros digitais, saúde, educação, blockchain e softwares corporativos”, complementou a empresa.

O presidente do SoftBank, Masayoshi Son, escreveu no comunicado que o SoftBank irá continuar impulsionando o setor tecnológica para que isso ajude a melhorar milhões de pessoas. Ademais, Son afirmou que “a América Latina é uma das regiões econômicas mais importante do mundo”.

O CEO da corporação japonesa relatou que está ocorrendo na região “muita inovação e disrupção”, além de acreditar que o atual momento é de grandes oportunidades de negócios, como nunca houve antes.

Son também declarou que a América Latina é essencial na estratégia da companhia, por isso, o conglomerado mantém o plano de expansão, assim como o compromisso com a região, com a ajuda de Marcelo Claure, que está no comando da ação.

Claure é o atual diretor executivo da vertical SoftBank Group International, além de ser o líder os SoftBank Latin America Funds.  Na nota, Claure reiterou que os últimos dois anos foram de tremendo sucesso e retorno com o investimento na região, superando, em muito, as ambições da empresa.

Em suma, o diretor disse que o próximo ano será o maior da América Latina em IPOs (Oferta Pública Nacional). Claure também declarou que os empreendedores latino-americanos possuem grande visão, além de estarem passando confiança que a região manterá sua transformação digital, assim como sua aceleração.

“Agora é a hora de dobrarmos nosso compromisso com a região. Continuaremos a apoiar o crescimento de empresas de tecnologia em quase três dezenas de países e temos orgulho de ser o investidor em tecnologia mais ativo na região”, finalizou o executivo.

Fonte: Infomoney

Imagem: Freepik