21 de Outubro, 2021

Verde Asset aumenta participação acionária na Brisanet

Verde Asset aumenta participação acionária na Brisanet

A operadora cearense Brisanet divulgou, em comunicado relevante emitido no dia 19/10, que o fundo de investimentos paulista, Verde Asset Management, aumentou sua participação acionária junto à companhia, possuindo agora 5,42% do capital social.

Esse aumento faz parte apenas do plano de investimento da empresa, não refletindo em outros aspectos, como no direito de voto ou em relação a compra e venda de valores mobiliários da operadora. Após o acréscimo na participação das ações, a gestora detém 24,3 milhões sob as ações ordinárias emitidas pela Brisanet.

Igualmente, a Verde Asset Management informou que não haverá alteração na composição da estrutura administrativa da Brisanet, assim como não influenciará nas mudanças na composição do controle da operadora. Contudo, a investidora poderá avaliar seu direito, caso haja interesse, nas eleições de conselheiro fiscal e administrativo. Até o fim de setembro, a Verde possuía R$ 53 bilhões em ativos sob gestão.

Crescimento da Brisanet

Além da divulgação sobre a compra de ações da empresa, a Brisanet também revelou outros dados operacionais alusivas ao mês de setembro. A empresa finalizou o último trimestre com 790,7 mil clientes em sua base, atuando em sete estados brasileiros. Em relação ao homes-passed (HPs) com fibra óptica, a empresa chegou a 3,6 milhões em 110 municípios diferentes.

Além disso, novas HPs foram habilitadas pela operadora no último mês, chegando a marca de 213 mil. A provedora tem se concentrado em manter sua expansão em áreas horizontais, mas considera que as HPs devem crescer nos próximos meses em áreas verticais, como em prédios, por exemplo.

Apesar desse crescimento, a operadora salientou que a construção da infraestrutura sofreu consequências em virtude do atraso na entrega de veículos. Atualmente, a companhia está operando com apenas 66% das equipes em relação ao que havia planejado. Ainda, um dos fatores que impactou esse planejamento foi o menor número de clientes incorporados à base do que era esperado. Setembro contou com 17,8 mil novos acessos.

Ademais, a Brisanet admitiu que esperava que seu crescimento estivesse em um ritmo maior. "No entanto, a conjuntura atual, em que a inflação tem afetado o poder de compra das famílias, principalmente no Nordeste, onde as classes C e D são mais numerosas, e a concorrência por preços com pequenos provedores têm tornado o processo de migração para a Brisanet mais gradual e lento”, pontuou a provedora.

Fonte: Assessoria Prosper Capital, com informações Teletime

Imagem: Freepik